Trabalho do síndico dentro de um Condomínio.

Desde o momento que o ser humano deixou de viver isolado em cavernas e começou a conviver com outras pessoas formou-se o que se conhece como sociedade. Com esse convívio, surge a necessidade da colaboração, ou seja, para viver em harmonia, deve-se respeitar os desejos e necessidades do próximo.

Porém, como tudo que envolve o homem não é tão simples quanto parece, alguns problemas podem começar a aparecer. Seja no local de trabalho ou na rua onde mora, a falta de ética e de respeito pode fazer com que a coexistência se perca ou diminua drasticamente.

É de se imaginar que em um condomínio, onde as pessoas passam a maior parte do tempo a poucos passos umas das outras, esses problemas podem ser mais frequentes. Mas, para que se exista ordem e alguém que zele pela “boa vizinhança”, uma pessoa deve ser designada para isso, e ela é o síndico.

Responsável por praticamente tudo o que envolve a manutenção do condomínio, seja ela a estrutura, a parte financeira e a convivência entre os seus moradores, o síndico deve ser uma pessoa responsável e que possua, no mínimo, certa experiência em gestão. Pois, mesmo que não consiga resolver certos problemas, deve conseguir designar alguém responsável para isso.

Em reuniões de condomínio, muitas vezes podem acontecer discussões. O papel do síndico é não fomentá-las, mas sim apaziguar a situação e, se necessário, realizar votações para se decidir o melhor. Além disso, é importante que se tenha um livro de sugestões/reclamações, assim evita-se ligações, sejam elas por telefone ou interfone.

É importante que a pessoa escolhida como síndico leia atentamente a Convenção Condominial e o Regulamento Interno, tendo uma cópia de ambos sempre à mão. Muitos dos problemas do dia a dia têm as suas soluções descritas nesses documentos.

Um dos deveres do síndico é conhecer bem o condomínio. É recomendável que, em conjunto com o zelador, faça-se uma vistoria, pelo menos uma vez por mês, e avalie em quais situações encontram-se as áreas de convivência e corredores. Assim é possível sanar os problemas antes de qualquer reclamação.

Outro dever é o da boa comunicação. Não é aconselhável que a pessoa responsável faça o estilo “linha dura”, mas sim que se cumpram de maneira justa as leis acordadas anteriormente. O uso de avisos na área comum, em elevadores e nos corredores é uma boa alternativa.

Quando surge algum problema entre vizinhos, é importante que o síndico se faça presente e realize um trabalho de intermediação entre as partes. Muitas vezes os problemas podem ser resolvidos em poucos minutos.

É preciso, também, ficar atento com relação à manutenção predial e nunca descuidar disso. Fazer com que os moradores sintam que o prédio está sendo gerido por uma pessoa responsável e que faz jus ao que recebe, é obrigação.

Além disso, fazer pesquisas periodicamente para saber a opinião dos moradores acerca de algum problema ou melhoria, além de sugestões que possam surgir também é importante. Ao perceber algum problema, pode-se usar a criatividade e envolver os moradores para que se consiga solucioná-lo em conjunto. Afinal de contas o condomínio acaba sendo a casa de todos.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *